"Quando o homem sofre deveras, deseja nos raptos do alucinado orgulho, ver tudo derrocado pela fúria dos temporais, em harmonia com a tempestade que lhe vai no íntimo."

"Às vezes sinto necessidade de morrer, como pessoas acordadas sentem necessidade de dormir. (Madame Du Deffand)"

"Ué – exclamou ela –, pois amor é sofrimento? – Amor é sofrimento, quando a gente não sabe se a paixão é aceita, quando se não vê quem se adora; amor é céu, quando se está como eu agora estou."


Um Comentário

  1. Oi, Dani!

    Ainda não conhecia a obra. Ótimos trechos!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Obrigada por visitar meu espaço. Fico muito feliz com comentários, mas apenas sobre a postagem. Opiniões, elogios e críticas construtivas são bem-vindos.
Para outros assuntos, use o formulário de contato.