No livro O ano em que disse SIM, Shonda Rhimes, autora de Greys Anatomy, Scandal, entre outras séries, a dona das noites de Quinta na televisão, fala de sua trajetória e mostra que as mulheres poderosas não nascem assim, elas se controem.
Shonda se considerava uma pessoa introvertida, com dificuldade para dizer o que pensava e se impor fora do trabalho, do seu mundo de invenções. Porém, desafiada por sua irmã, em 2015 resolveu dizer sim a todos os convites desafiadores, envolvendo discursos, apresentações, programas imporranimp que a deixavam ansiosa, em Pânico por tudo que poderia dar errado.
Quanto mais ela se desafia, mais forte descobre que é, como mulher, escritora, amiga, mãe, companheira. Ela fala sobre como as mulheres devem parar de se desculpar por por fazerem sucesso e simplesmente reconhecer que são incríveis e saber receber os elogios.
Diante do sucesso, Shonda Rhimes também teve que aprender a dizer não para pessoas aproveitadoras e falsos amigos que só queriam se aproveitar e se ressentimento de sua felicidade.
É um livro com escrita quase informal, quase como uma conversa entre mulheres, onde ela revela que sempre inventou histórias e personagens e eles eram sua companhia quando era uma menina nerd, que usava óculos, nada fashion e isolada. 
Como mulher negra, Shonda Rhimes conhece o discurso falado pelo pai de Olivia Pope, você tem que ser duas vezes melhor do que os brancos para ter metade do que eles têm. Quem não quer só metade, tem que trabalhar quatro vezes melhor.
Ela escreve para pessoas assim, que não eram representadas na TV, mas deviam porque fazem parte da realidade e merecem ser mostradas, amadas e compreendidas.


No livro Pai rico, pai pobre o autor fala de como recebeu diferentes instruções de como lidar com dinheiro e trabalho. Ele escolheu seguir as orientações do pai de seu melhor amigo que era muito diferente do tradicional. 
Segundo o autor a grande maioria das pessoas se ilude em pensar que tudo o que tem que fazer é ser bom nos estudos e ter um bom emprego. Até porque depois de conseguir um bom emprego grande parte da renda vai para dívidas, impostos, seguridade social. Ninguém fica rico trabalhando. Nós perdemos a oportunidade de crescer quando nos conformamos em trabalhar para os outros em troca da segurança de um salário.
O problema é que infelizmente não recebemos educação financeira, nós professores sabemos que o currículo é muito limitado e não prepara as pessoas para serem empreendedores e sim funcionários.
O autor aconselha que as pessoas que querem ser ricas fujam do padrão de se especializar em uma área porque isso limita muito as possibilidades, para ele o ideal é fazer muitos cursos diferentes e ter experiência em várias áreas possíveis para saber onde investir.
Tenho aprendido muito com livros desse tipo, sobre como levamos nossa vida trabalhando para os outros, trocamos nosso tempo por nada porque teremos que fazer o mesmo trabalho todos os dias para receber um pagamento que nunca será suficiente para nos dar liberdade.
Esses livros têm me dado muita inspiração e mostrado uma luz no fim do túnel. Mesmo que eu tenha que continuar como professora, o pai pobre era professor, quero investir em marketing e saber como me vender, falamos muito sobre a desvalorização do professor, mas não fazemos nada para mudar isso, temos que nos impor e não aceitar ser tratado como profissionais inferiores.
Entendi que saber lidar com vendar pode ser algo trabalhado e eu sempre acreditei ser um dom natural.
Enfim, recomendo a leitura para quem está iniciando sua educação financeira, quanto antes ler melhor, quanto antes parar de trabalhar por dinheiro, melhor.


O professor precisa estar muito bem estruturado para os desafios. Tenho um aluno agressivo, que briga com os outros, não faz nada, não escuta explicação, não aceita ser chamado atenção. Já me senti uma péssima profissional por ele e outros 40 da sala não me deixarem dar aula. 
Na reunião quem compareceu foi a avó materna, a figura do pai não existe, a mãe está gravemente doente, precisando de remédios que o SUS não quer oferecer, devido a isso o irmão mais novo desenvolveu problemas psicológicos.
A avó sozinha para carregar tudo isso e eu fiquei ouvindo a mulher sem mais vontade de falar sobre o comportamento do adolescente.
Muitas vezes isso acontece, ficamos triste pelos alunos, cada um com seus dramas e nós temos que passar por cima de nosso orgulho e autoestima para não representar mais um obstáculo para a vida deles.
É difícil sim, porque só queremos fazer nosso trabalho, para o qual estamos preparados, mas a tarefa necessária sempre é outra, muito mais difícil.




Sinopse: Flores não crescem do nada - ou crescem? Para Eleanor, era o mistério que não conseguia responder: qual era o truque daquele jardineiro contratado para cuidar da estufa em sua casa e que transformara o lugar em uma floresta imaginária. Sebastian, o tal estranho, parece um homem como qualquer outro - exceto pelas perguntas desconcertantes que faz, ou pelo fato de que as plantas obedecem seus comandos de maneira muito intrigante..

A casa de vidro é uma noveleta escrita por Anna Fagundes Martino. A história começa com um viúvo que vive com a filha e resolve fazer para a menina um castelo de vidro, ele contrata um jardineiro estrangeiro que faz milagres com as flores. Sebastian é o jardineiro, ele é esquisito e solitário, logo a menina Eleanor percebe que as flores que ela deseja crescem de um dia para o outro nas cores mais incríveis. Sebastian não é como os humanos, é de outro mundo, mas é filho de uma humana.
Eu acredito que a relação de Sebastian e Eleanor poderia se mais bem explorada porque a ideia da autora é boa, mas carece de mais desenvolvimento. Tudo acontece muito rápido, mas ainda assim, eu gostei muito da história, li em poucos minutos e estou muito satisfeita de conhecer uma nova escritora brasileira. 

Anna Fagundes Martino é escritora. Nascida em São Paulo em 1981, é mestre em Relações Internacionais pela University of East Anglia (Inglaterra). Teve trabalhos já publicados em revistas como a britânica "Litro" e interpretados na Radio BBC World. "A Casa de Vidro" é sua primeira noveleta em português.

Pretendo ler autores novos com mais frequência e esse foi um começo. Vale muito a leitura e de vez em quando o livro está disponível gratuitamente na loja da Amazon.