O ódio que você semeia

by - setembro 30, 2018





No livro O ódio que você semeia, Star é uma adolescente negra de origem pobre, mas que estuda em uma escola para pessoas brancas e ricas. Ela vive se equilibrando para circular nos dois mundos sendo duas pessoas diferentes em cada lugar. Apesar de se passar nos Estados Unidos em lugares como guetos, subúrbios, os acontecimentos não são tão diferentes do que ocorre no Brasil.
Star passa por um trauma muito grande ao perder uma amiga para a violência ainda na infância, mas isso é só o começo. O pai dela trabalhava para uma gangue e passou um tempo preso no lugar de outra pessoa quando quis sair dessa vida, ele tem um mercado no gueto onde moram e faz tudo para manter os filhos longe da violência e das drogas.
Quando ela tinha 12 anos seu pai lhe passou uma lista de comportamentos para agir em caso de ser abordada pela polícia, como se mover, como responder, tudo para evitar conflito e ser confundida com bandido. Infelizmente seu amigo de infância Khalil  não aprendeu as mesmas regras.
Star sai de uma festa com Khalil dirigindo e ele é parado pela polícia, ela logo lembra das regras ensinadas pelo pai, mas Khalil pergunta por qual motivo foi parado sem estar fazendo nada errado, o policial o manda sair do carro e o revista várias vezes. Em um instante em que o policial de vira, Khalil se move para perguntar se Star está bem e nesse momento, o policial atira nele. Star vê seu amigo sendo assassinado na sua frente e depois tem uma arma apontada para si como se representasse algum perigo para o policial armado.
Todos sabem que isso acontece principalmente com negros, a policial tem uma enorme capacidade de confundir negros com bandidos, de desconfiar da ação e movimentos de negros.
Star no princípio tem medo de falar, de se manifestar, ela tem amigas ricas e brancas na escola, ela tem um namorado branco,pessoas que não conhecem a Star do gueto, o líder de uma gangue com a qual Khalil estava se envolvendo também é uma ameaça para ela.
Ela é só uma menina de 16 anos, mas com muitas experiências difíceis, que tem que escolher entre se preservar ou colocar a boca no mundo para denunciar a injustiça cometida pelo policial, mostrar que Khalil não era um bandido e mesmo se fosse, não poderia ser assassinado pelas costas sem direito a julgamento.
A narrativa é forte e muitas vezes arrasadora, mas também é um grito de luta e manifestação de que as vidas negras importam. Star mostrar que os negros devem se unir e protestar sem depredar e denunciar
Além de necessário, o livro é emocionante e tem personagens cativantes, um dos melhores que li durante esse ano.


O ódio que você semeia
Autora: Angie Thomas
Tradutora: Regiane Winarski
Editora: Galera Record
Ano desta edição: 2017
378 páginas





You May Also Like

0 comentários

Obrigada por visitar meu espaço. Fico muito feliz com comentários, mas apenas sobre a postagem. Opiniões, elogios e críticas construtivas são bem-vindos.
Para outros assuntos, use o formulário de contato.

Instagram