A revolução dos bichos

by - outubro 27, 2018


Quando você lê um grande livro, ele te prende até a última página. 
É assim com A revolução dos bichos, uma ideia de enredo tão simples e tão genial. 
Na história os animais da Granja do solar eram explorados por seres humanos e conseguem fazer A revolução dos bichos, expulsando os humanos e tomando o controle do lugar. Eles sonhavam com a igualdade, com a divisão dos trabalhos e dos recursos, viver sem se matar de trabalhar para a riqueza dos outros. Logo os porcos, liderados por Napoleão, se sobressaem na liderança do grupo, aprendendo a ler e escrever e organizando a divisão dos trabalhos. Mas Napoleão não se satisfaz com o sonho inicial, ele passa a agir como um ditador, os cachorros São seus seguranças e não admitem oposição. Os porcos ficam na casa onde os humanos moravam desfrutando dos luxos, enquanto os outros animais se matam de trabalhar em nome da revolução. As regras iniciais são esquecidas e reformuladas para favorecer os porcos, os outros animais não lembram mais se era melhor no tempo dos humanos ou após a revolução, pois estão sempre trabalhando muito e passando muitas necessidades. "Escrito no final de segunda guerra mundial (1945), o romance faz uma releitura sobre as figuras históricas, como podemos perceber nas personagens criadas pelo escritor. Como exemplos, temos Napoleão (que seria Stálin) e o Bola-de-Neve (como Trotsky). A linguagem utilizada é simples e com a presença do discurso direto, que aponta fidelidade na fala das personagens. A ideia de utilizar os bichos como atuantes da cena política, traz à tona a questão de animalização dos homens." ( Do site Toda matéria)







You May Also Like

0 comentários

Obrigada por visitar meu espaço. Fico muito feliz com comentários, mas apenas sobre a postagem. Opiniões, elogios e críticas construtivas são bem-vindos.
Para outros assuntos, use o formulário de contato.

Instagram