Resenha: A Trégua, Mario Benedetti

by - outubro 12, 2018

Será que se fizermos um balanço da vida a maioria de momentos será de felicidade ou escuridão? Algo me diz que para quase todas as pessoas a resposta é a escuridão, mortes, doenças, miséria, empregos deprimentes, crises existenciais. No meio de tudo isso, os momentos realmente felizes são uma trégua na guerra que é a vida.
Assim também pensa o personagem Martín Santomé narrador do livro A trégua, em uma espécie de diário o senhor de 49 anos, prestes a se aposentar fala de sua viuvez precoce, que o deixou com dois filhos homens, Esteban e Jaime, e uma moça, Blanca. Ele conta os dias até a sua aposentadoria quando poderá desfrutar o ócio.
Sua vida monótona no escritório é aos poucos quebrada quando da chegada de uma nova funcionária sob suas ordens.
Avellaneda é uma jovem de 24 anos, quase a idade de Blanca, descrita como uma moça séria, recém terminando um noivado, os dois têm um interesse mútuo, apesar da grande diferença de idade.
O narrador não tem uma forte ligação com os filhos, apesar de tê-los criado sozinho, admite que pode não ter sido tão afetuoso como uma mãe ou como outros pais. Não tem grandes ambições no trabalho, só lhe interessa os dias de sossego que virão com a aposentadoria.
Avellaneda significa os dias de trégua em sua vida, mesmo que lhe venha o medo de que a situação seja ridícula, de que ela passe a se interessar por outro quando ele já estiver muito velha e ela ainda muito nova.
É um personagem realmente medíocre sem grandes encantos, sem grande empatia, mas sua humanidade é de certa forma cativante como alguém que já está cansado das frivolidades da vida.
Esse é meu primeiro livro de Mario Benedetti  e fiquei muito bem impressionada com sua escrita, um livro para leitores maduros e que não esperam grandes aventuras e enredo muito movimentado.








You May Also Like

20 comentários

  1. Olá Querida,
    Tudo bem?
    Amei o post:)))) Muito Interessante Livro:)
    Desejo te uma semana feliz:)
    Beijinhos Karina

    ResponderExcluir
  2. É muito bom quando lemos um livro e esse livro nos impressiona, gostei do livro na vida passamos pela escuridão mais também há momentos felizes como você disse, não conhecia o livro mais gostei muito dele, bjs.

    ResponderExcluir
  3. parece ser um livro muito bom, se te deixou com esse sentimento então realmente deve ser legal
    temas como a homofobia precisam estar cada vez mais presentes, gostei

    ResponderExcluir
  4. cara esse livro parece ser extremamente necessário. só tenho uma pergunta, você curte ler pelo kindle? eu tô na dúvida se devo comprar ou não um

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bom ler no Kindle. Confesso que já dei preferência a ele do que ao livro físico, por ser mais leve ao manusear.

      Excluir
  5. Aaai que livro bacana, parece ser uma leitura excelente. Faz um POST mostrando o que tem no seu Kindle, irei amaaaaaaaar

    ResponderExcluir
  6. Oi, tufo bem? Amei a dica do livro, ele realmente é bem impressionante.

    ResponderExcluir
  7. Ainda quero ter a oportunidade de ler esse livro também!

    ResponderExcluir
  8. Fiquei curiosa pra ler esse livro. Gosto de livros com enredos polêmicos e que nos fazem pensar na vida.

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia esse título, mas fiquei curiosa.

    ResponderExcluir
  10. muito boa sua abordagem, fiquei com vontade de ler, haha

    ResponderExcluir
  11. Já quero ler esse livro, fiquei impressionada com as citações do livro, ansiosa pra comprar

    ResponderExcluir
  12. Oi
    muito interessante esse livro gostei muito mesmo quero ler lego,fiquei curiosa.

    ResponderExcluir
  13. Excelentes pensamentos, o livro realmente faz pensar em nossa trajetória
    Gostei, muito legal!
    Blog ArroJada Mix|Blog Prosa e Texto|Blog Vapor da Cozinha

    ResponderExcluir
  14. O livro tem uma historia interessante, o personagem do Martin é bem intrigante com essa personalidade medíocre e sem empatia, mas mesmo assim humano.

    Bjinhos,
    www.prosaamiga.com.br

    ResponderExcluir
  15. Achei interessante o personagem ser uma pessoa comum, com problemas reais que todos passamos no cotidiano.

    ResponderExcluir
  16. Nossa achei um maximo esse livro, só frases efeitos que dão efeito

    ResponderExcluir
  17. Ola Daniele que livro heim de tirar o folefô esses trechos que ficou aí para que pudéssemos ficar desejando ler o contexto todo." A quem chora todos os dias o que resta fazer quando couber uma grande dor ..." Perfeito para os recalamoes diários.

    ResponderExcluir
  18. Amo ler livros 😍😍
    E claro, amei a sua indicação, não conhecia, mas pelo visto é muito bom.

    ResponderExcluir

Obrigada por visitar meu espaço. Fico muito feliz com comentários, mas apenas sobre a postagem. Opiniões, elogios e críticas construtivas são bem-vindos.
Para outros assuntos, use o formulário de contato.

Instagram