Quem é você, Alasca? - John Green

by - novembro 15, 2018

Quem é Alasca? É uma garota que o Miles conhece na escola, o tipo de pessoa que faz coisas que a torna inesquecível. Miles era um garoto sem amigos que tinha uma vida solitária e monótona com os pais, até que resolve ir para um colégio interno onde poderá ir “ em busca do grande talvez”, sair  de sua rotina para viver aventuras e ter um recomeço social.
Na escola ele divide o quarto com o Coronel, um cara que bebe, fuma muito e realiza trotes, assim como Alasca, uma menina que faz Miles se apaixonar pela sua beleza física e depois pelo seu jeito
Alasca é uma pessoa muito intensa, ela quebra as regras da escola, mas é inteligente e tem muitos livros, é um ponto em comum com Miles porque ele gosta de biografias e de ler quais foram as últimas palavras das pessoas antes de morrerem.
Eles discorrem sobre as últimas palavras de Simón Bolívar que seriam “ Como sairei desse labirinto?” Que para mim é a discussão mais intrigante do livro, é como se todos nós em algum ponto estivéssemos nessa situação, presos em um labirinto de dor e sofrimento, eu diria até que passamos a maior parte da vida nesse labirinto nos perguntando como escapar. A resposta às vezes está na cara, mas não queremos enxergar justamente com medo do grande talvez.
Esse livro é devastador da forma que John Green sabe ser devastador, é a segunda vez que o leio e ainda me tirou algumas lágrimas. Lendo superficialmente parece ser sobre alguns adolescentes desocupados demais aprontando na escola, mas apresenta boas discussões sobre a vida, as religiões, a busca pelo fim do sofrimento.
Recomendo: Sim
Classificação etária: 14 anos.

Frases:


"Passamos a vida inteira no labirinto, perdidos, pensando em como um dia conseguiremos escapar e em como será legal. Imaginar esse futuro é o que nos impulsiona para a frente, mas nunca fazemos nada. Simplesmente usamos o futuro para escapar do presente." - Alasca

"Não posso ser uma dessas pessoas que ficam sentadas talando que pretendem fazer isso e aquilo. Eu vou fazer e pronto. Imaginar o futuro é uma espécie de nostalgia.”"




"“O sofrimento”, ela disse. “São as coisas erradas que fazemos e as coisas erradas que fazem conosco. Essa é a questão. Bolívar estava falando sobre a dor, não sobre a vida e a morte. Como saímos deste labirinto de sofrimento?”"

"se as pessoas fossem chuva, eu era garoa e ela, um furacão."


"Estremeceu diante da revelação de que a corrida arrojada entre seus males e seus sonhos estava chegando ao fim. O resto eram trevas. “Droga”, ele suspirou. “Como sairei deste labirinto?”"

"Em algum momento, todos nós olhamos em volta e percebemos que estamos perdidos num labirinto."

"‘Vocês fumam para saborear. Eu fumo para morrer.’”"

"Porque as lembranças também desmoronam. Então não nos resta nada, nem mesmo um fantasma, apenas sua sombra"

"Se ao menos conseguíssemos enxergar a infinita cadeia de conseqüências que resulta das nossas pequenas decisões. Mas só percebemos tarde demais, quando perceber é inútil."


You May Also Like

0 comentários

Obrigada por visitar meu espaço. Fico muito feliz com comentários, mas apenas sobre a postagem. Opiniões, elogios e críticas construtivas são bem-vindos.
Para outros assuntos, use o formulário de contato.

Instagram