O rouxinol ( Kristin Hannah)

by - abril 30, 2019


 O rouxinol, livro de Kristin Hannah com tradução de Cláudio Carina,  traça os perfis de mulheres que lutaram na resistência contra os nazistas na segunda guerra Mundial. O rouxinol é um livro sobre a guerra, de uma forma diferente, já que os livros sobre guerra sempre contam as histórias de como foram as lutas dos homens, nesse o principal foco são as mulheres.
 Essa história se passa na França. As irmãs Vienne e Isabelle têm tudo de diferente uma da outra. Vienne é bem mais velha, tem uma natureza disposta a aceitar às intempéries da vida. Isabelle é impetuosa, ousada, não aceita que tudo seja diferente da forma que ela acha correto.
As duas irmãs passam pela dor de perder a mãe um pouco depois que o pai volta da guerra. As duas são deixadas pelo pai para serem educadas por uma mulher estranha e severa.
Vienne se conforma com a falta de amor do pai, tenta ser obediente, se apaixona por um rapaz e começa a construir uma família. A pequena Isabelle é rebelde, não aceita a situação, chora, briga, é levada a vários internados de onde sempre foge para procurar o pai ou a irmã, para buscar o amor deles, mas ambos estão sempre afundados na própria dor para prestar atenção nela.
Após sua última expulsão de um colégio, Isabelle já tem dezoito anos e continua com a forte personalidade de quem não aceita injustiças e não abaixa a cabeça para o inimigo.
Assim ela se depara com os nazistas invadindo seu país, tirando todos os seus bens físicos e emocionais. Vienne vê o marido indo para a guerra e está sozinha com a filha tendo que dividir sua casa com o inimigo. Com sua natureza nervosa e sentindo-se incapaz de lutar, ela reza pela volta do marido e descobre que é mais forte do que imaginava para proteger aqueles que ama.
O rouxinol é uma história de luta e resistência feminina, elas travavam sua guerra ajudando pilotos aliados a fugirem, protegendo amigos e crianças judias, sentindo fome e frio além dos limites. Isabelle é o rouxinol, todos da resistência precisam de um apelido e esse é a tradução do sobrenome dela, e é curioso que quando os nazistas procuram o famoso rouxinol, eles sempre imaginam que estão procurando um homem e não uma moça bonita e aparentemente inocente. Não poderia deixar de ser uma história com sua parte triste, porém muito cativante e com uma mensagem de que vale a pena a luta pelos ideais, para defender os oprimidos e quem se arrisca por uma causa pode encontrar o verdadeiro sentido para sua vida.

"Algumas histórias não têm um final feliz. Até mesmo histórias de amor. Principalmente histórias de amor."


"Já havia lido dezenas de romances na vida, já tinha sonhado com um amor eterno; mesmo assim, nunca pensou que um simples colchão de casal velho poderia se tornar um mundo em si mesmo, um oásis."

"Desde que se lembrava, sempre agira primeiro e pensara nas consequências depois. Talvez por ter se sentido sozinha durante tanto tempo. Nunca tivera alguém que funcionasse como uma caixa de ressonância, uma melhor amiga. Nunca tivera alguém para fazer planos junto com ela ou esmiuçar seus problemas. Além disso, nunca conseguira se controlar muito. Talvez porque nunca tivesse tido algo a perder."


"Estava tão cansada de implorar que as pessoas a amassem..."


"Fazendo uma pergunta a si mesmo, é assim que a resistência começa. E depois fazendo essa mesma pergunta a outra pessoa. – Remco Campert"

You May Also Like

0 comentários

Obrigada por visitar meu espaço. Fico muito feliz com comentários, mas apenas sobre a postagem. Opiniões, elogios e críticas construtivas são bem-vindos.
Para outros assuntos, use o formulário de contato.

Instagram